LEI AGNELO PIVA

Ranking Saneamento – COB – 3º lugar (2016/2017)

A partir de 2017, o Comitê Olímpico do Brasil (COB) disponibilizará para as confederações esportivas o ranking de prestação de contas referente à utilização dos recursos da Lei Agnelo/Piva. 

O relatório leva em conta as informações enviadas e que foram sendo saneadas mensalmente, e avalia as justificativas emitidas pelas confederações. O ranking final representa o quanto as confederações efetuam as prestações de contas de acordo com as instruções do COB.

No último relatório, referente ao período entre agosto/2016 e julho/2017, a CBRu foi classificada em 3º lugar, entre as 29 confederações olímpicas.

Para acessar o documento, clique aqui.

Relatório de Orçamento – CBRu
  2014 2015 2016
Item da Lei
Total
%
Total
%
Total
%
1.1 - Programas e Projetos de Fomento / Pronto Pagamento
11.920
0%
1.2 - Desenvolvimento e Manutenção do Desporto. Manutenção da Entidade
234.282
12%
249.191
11%
297.552
12%
3.4 - Preparação Técnica / CT - Centro de Treinamento
987.058
51%
1.246.608
53%
1.656.723
69%
3.5 - Manutenção e Locomoção de Atletas
451.000
23%
527.782
22%
301.105
13%
4.6 - Participação em Eventos Desportivos
252.765
13%
329.312
14%
116.647
5%
Total
1.925.105
100%
2.352.893
100%
2.383.947
100%
Limite Orçamentário Disponível
2.151.344
100%
2.357.178
100%
2.384.300
100%
Status - Prestação de Contas
Finalizada
Em análise
Em análise

 
Notas:

  1. Os valores apresentados em 2014 referem-se às despesas efetivamente realizadas e aprovadas pelo COB, após as análises de prestação de contas.
  2. Os valores apresentados em 2015 e 2016 referem-se ao Orçamento Estimado Revisado para os respectivos anos. As despesas realizadas estão sendo analisadas pelo COB, através das prestações de contas entregues, e estão sujeitas à aprovação, suplementação e/ou devolução de recursos.
  3. Os valores aqui apresentados não representam, necessariamente, o montante de recursos efetivamente recebidos pela CBRu, via Lei Agnelo Piva, uma vez que a prestação de contas junto ao COB é feita mensalmente e são considerados, saldos e execução dos projetos para a transferência de recursos.
  4. Fonte: SIGEF/COB - jul/2017.